Olá!

 Se fosse em outros tempos eu seria chamado de naturalista, pois gosto e busco desde matemática até biologia, desde finanças até psicologia, básico e aplicado. Sigo a máxima alquimia: “Ir ao obscuro e desconhecido pelo que é ainda mais obscuro e desconhecido”, assim, sei de muita coisa que ainda não sei, mas o que nem sei que não sei é infinitamente maior.
Sou autodidata, auto motivado por grandes objetivos de longo prazo, para uma vida que espero que seja longa e produtiva. Minha família tem origem simples, meus pais nunca quiseram que eu fosse isso ou aquilo, mas sempre me apoiaram. Tudo que sou e tenho, foi por eu querer ser e ter e não pela vontade ou graça dos outros. Pretendo ser mais ainda e, ter mais, será consequência, desde que baseado no fazer.
Tive e tenho grandes mestres, a quem admiro, busco me espelhar e sou muito grato, pois o que me deram não tem preço. Falo deles de forma enaltecida para quem quiser ouvir. Se pudesse pedir algo para mim, gostaria de continuar encontrando mais destas grandes pessoas ao longo da vida.
Interessa-me trazer o próximo junto comigo nesta jornada, levando abundância a quem se interessar. Convido a todos, mas só trago quem quer ir. Como? Quem quer ir eu alimento com motivação, conhecimento, procuro e provoco a “dis-satisfação” pessoal e ensino a pescar. Atitude é a chave.
Os que querem tudo pronto, acham que sabem tudo, põem a culpa nos outros ou são contra mudança não me interessam, estão voluntariamente mortos.
Quanto a Deus, acredito que se criou o homem foi para que este melhorasse a criação Dele. É nossa responsabilidade ser de fato o “sal da terra”.
O que você vai fazer hoje para melhorar o mundo?