Desafios e Oportunidades

 

Dentro do mundo empresarial, nos vários setores e atividades, existem muitos desafios e dificuldades, sendo muito fácil encontrar empresários reclamando da situação.

Digo sempre que se a pessoa resolver sua parte do problema, ele fica bem menor. Outra coisa importante é que somos o que pensamos e nossos resultados dependem do paradigma em que nos baseamos.

Vamos olhar para dentro buscando oportunidades e soluções dentro de si e da própria empresa.

Em primeiro lugar, uma pessoa resolve construir seu primeiro negócio sonhando em ter liberdade, dinheiro e tempo livre. Passado algum tempo a maioria percebe que é exatamente o contrário. Está no paradigma do gerente em que tenta controlar tudo, corrigir e refazer o trabalho dos outros, só ele sabe tudo.

Esse “dono/gerente” trabalha bem mais que 40 horas semanais, não consegue ter férias e seu negócio exige cada vez mais dele. Neste caso a empresa é dona do empresário. Entre estes, alguns até conseguem dinheiro, mas acumulam também um grande passivo com mão-de-obra, riscos da atividade, etc.

Ganha também uma grande responsabilidade, pois a empresa tem uma função social que é gerar emprego e renda.

Neste contexto qual é o melhor caminho a seguir?

A resposta é passar para o próximo nível. Mudar o paradigma e ter uma empresa que funciona sozinha, ser Dono de um negócio rentável.

Em primeiro lugar deve estudar, não ouse pensar que sabe tudo, se tem algo que sai caro para qualquer empresa é a ignorância do dono. Ensino formal é importante, mas busque também livros, cursos e treinamentos em vendas, finanças, contabilidade, marketing e desenvolvimento pessoal. A situação da empresa reflete as competências e personalidade do dono.

Defina como é a empresa ideal que você quer ter e descubra qual é o Dono ideal que você terá que se tornar. Contrate um coach de negócios.

Perceba que qualquer empresa tem que treinar seus colaboradores, então torne isso uma atividade estratégica.

Use o marketing não só para vender produtos e serviços, mas também para atrair talentos e parceiros interessantes.

Para tudo isso não é necessário dinheiro, este valor será gerado gradualmente com todas estas melhorias postas em prática.

Muitos empresários dirão que não têm tempo para isso, pois estão sempre resolvendo problemas urgentes que surgem a todo o momento. Se o empresário não tem tempo é porque o negócio não funciona, só continua porque o empresário leva tudo no peito e na raça. E por quanto tempo ele aguentará isso?

Eu digo que nem tudo que é urgente é também importante, e que fazer coisas importantes e não urgente é o caminho para este nível superior de negócio. Um exemplo? Planejamento.

Desenvolver equipe e delegar funções é vital.

Existe um caminho definido de sucesso para isso, este texto faz parte do seminário “Os seis níveis de empreendedor”.

Falta apenas a decisão de dar o primeiro passo.

Vamos?

Anúncios