AUTO OBSERVAÇÃO: O Poder da Mente

Vou propor algo tão antigo como nossa civilização e ao mesmo tempo absolutamente novo e revolucionário:

AUTO OBSERVAÇÃO.

É extremamente antigo e em várias culturas propõem-se o autoconhecimento.

No templo de Delfos dedicado ao Deus Apolo estava escrito:

“Conhece-te a ti mesmo e conhecerá o universo e os Deuses”

As culturas que propõem meditação e introspecção estão na mesma linha. Então vamos mudar a perspectiva e o paradigma.

Você não é sua mente, você é algo superior a ela. Sua mente é uma ferramenta maravilhosa a seu serviço, mas se você não souber trabalhar com ela você se perderá.

A mente se diverte com devaneios, fantasias, ilusão do que é importante e preguiça. A especialidade da mente são as desculpas, ela acha explicação e justificativa para qualquer absurdo que tenha cometido ou que queira cometer. Basta ir a uma prisão e todos lá dentro terão uma boa desculpa para justificar o que fizeram.

O consumismo, a futilidade e outros males do modo de vida atual fazem parte do quadro.

Se você se encantar por este canto das sereias você estará perdido.

Revolucionário não é parecer mais “exótico” e “pavão” que os outros. Ser revolucionário é se libertar disso, olhar o quadro do lado de fora, definir o que quer e dar ordem à sua mente: “Eu quero isso” ou “ O que preciso fazer para chegar a tal resultado?”

Você ficará surpreso com a resposta, a sereia vira o gênio da lâmpada e nem o céu será limite.

O preço disso é a eterna vigilância.

Observe a todo o momento o que sua mente está fazendo e pensando e veja se isto condiz com o plano maior que é sua vida.

Exerça o controle da mente consistentemente e ativamente.

Vai ser um jogo de disputa entre sua vontade e os desejos de sua mente.

Divirta-se =D

Anúncios