ONG?

Fico observando o que vem sendo noticiado nos meios de comunicação sobre corrupção e mal uso de dinheiro público e confesso que me preocupa mais o que é dito e como é dito do que o desvio em si.

Lembrem que uma tática poderosa usada na guerra é a desinformação em que se manipulam os dados para confundir o oponente. Isto está sendo usado nestes casos atuais. Então eu pergunto:

Existe uma guerra?

Quem luta contra quem?

Fala-se muito, mas ninguém explicou nada.

Usa-se o termo ONG (organização não governamental) que é um termo que não existe no Código Civil e designa tudo que não é governo, ou seja, pessoas físicas e todas as pessoas jurídicas privadas com ou sem fim econômico, mas fica insinuado que são as sem fins econômicos.

Isto confunde, desinforma e é um grande desserviço.

Outro aspecto é que existe um grande número de entidades que são sérias e são prejudicadas com a confusão.

O que acontece simplesmente é que as entidades têm que prestar contas e algumas não conseguiram explicar adequadamente como usaram o dinheiro e são obrigadas a devolver o dinheiro cujo uso não foi explicado.

Aí está a maravilha, os envolvidos começam a se acusar mutuamente levando até a queda de ministro.

Realmente, SE é verdade a existência de uma comissão de 20% não é possível fazer uma prestação de contas adequada, pois a verba para gestão de um projeto é da ordem de grandeza de 10%, os outros 90% tem que ser aplicados no público alvo, assim fica impossível esconder 20%.

Agora vemos o Brasil funcionando. O tribunal de contas fazendo uma entidade
que não cumpriu o prometido devolver o dinheiro é algo para se comemorar e não para desacreditar ou denegrir o sistema.

A quem interessa denegrir um sistema que favorece a própria sociedade a se organizar e trabalhar pelo bem comum? Será que parte das mídias e parte dos políticos é contra a sociedade civil organizada?

Pensem um pouco.

Continua…

Anúncios